Pretérito imperfeito do indicativo

Os tempos verbais nada mais são do que referências ao momento em que uma ação acontece. Os tempos verbais são divididos em presente, passado ou pretérito e futuro. Dentre estes também existem suas variações, como o Pretérito imperfeito do indicativo.

Sendo pretérito, significa que se trata de uma ação que já aconteceu, logo, pertence ao passado, mas por ser imperfeito, não teve tal ação finalizada ou a mesma seguiu no tempo. A ideia a ser transmitida é de interrupção, continuidade ou duração do fato.

Exemplo:
Quando a mãe chamava, nós atendíamos prontamente”.
Neste caso, a frase demonstra que era habitual o ato da mãe chamar e ser prontamente atendida. Está no passado, mas ocorria com frequência, por isso a ideia de duração.

O pretérito imperfeito do indicativo é comumente usado na narração de contos e fábulas.
Exemplo:
Era uma vez, uma casa abandonada onde vivia um lobo feliz”.

Tal frase situa no tempo a situação do tempo da fábula. O “era” demonstra que existia, em um tempo passado, uma casa abandonada que tinha como morador um lobo feliz.

É bom salientar que não basta ser uma situação anterior ao tempo atual para que se configure o pretérito imperfeito do indicativo. É essencial que essa situação do passado não tenha sido terminada ou tenha se perdurado no tempo, demonstrando que aquela situação deveria ter continuidade ou, conforme já citado no começo deste artigo, uma duração no tempo.

Exemplos:
O lobo brincava feliz quando foi interrompido”.
O verbo brincar demonstra a situação ocorrida em momento anterior ao atual, mas fica claro que com a interrupção, não foi possível concluir o que o lobo fazia. Uma ação gerou como reação a não finalização da situação narrada.

Como usar o pretérito imperfeito do indicativo no dia a dia ?

Você poderá usar esse tempo verbal em três tipos de situações. Na primeira, use o pretérito imperfeito do indicativo quando se referir a uma situação que acontecia com frequência no passado. As palavras chaves sempre serão algo como: antigamente, no passado, naquela época, etc.

Exemplos:
“Naquela época a censura imperava nos meios de comunicação”.
“Antigamente as crianças iam ao parque todos os dias”.
"No passado tudo parecia mais difícil".
"Quando éramos jovens, íamos ao cinema todos os domingos".

Na segunda situação, o pretérito imperfeito deve ser usado para indicar a continuidade de um fato em relação ao outro que também aconteceu no passado.

Exemplos:
“Quando o rapaz chegou, ela dormia”.
“Enquanto o gato se banhava, o cachorro corria atrás do rabo”.
"Enquanto gargalhava, todos na casa acordavam".
"Pela janela observava as crianças brincando na rua".

Por fim, utilize essa forma verbal quando estiver descrevendo algo que era presente na época dos fatos passados.

Exemplos:
“Aos fins de tarde, sentavam ao pé da videira para observar o sol que se deitava no horizonte”.
Faltava apenas um ponto para meu adversário ganhar. A mim faltava muito mais, mas levei a melhor”.
"Todos os dias os funcionários batiam o ponto, guardavam os seus uniformes e esperavam a Maria Fumaça".

Últimas traduções

que bom, , , , , , , , , ,

o alfabeto de sinonimos

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z